Basf suspende demissão de 45 funcionários em São Bernardo

A Basf comunicou aos representantes do movimento sindical do setor químico que irá suspender as 165 demissões anunciadas neste mês e que ocorreriam em todo o País, sendo cerca de 45 apenas na planta de São Bernardo.

Trabalhadores e diretores da empresa se reunirão na segunda-feira e discutirão medidas alternativas à queda na produção sem que haja necessidade de cortes no nível de mão de obra.

Independentemente do resultado da negociação, o presidente do Sindicato dos Químicos do Grande ABC, Raimundo Suzart, diz já ter garantido que metade das demissões programadas para São Bernardo – 22, portanto – já foram revogadas pela empresa em caráter definitivo.

Apesar das declarações do sindicalista, a Basf não confirma que irá suspender os cortes. Nota enviada pela empresa limita-se a informar que “devido às condições de mercado desfavoráveis na América do Sul, a Basf está otimizando a estrutura para manter a competitividade e sustentabilidade do negócio. Este movimento demanda reestruturação do quadro de colaboradores”.