Ayrton Senna e sua relação com São Bernardo do Campo

Ayrton Senna não nasceu em São Bernardo do Campo, não morou na cidade ou mesmo recebeu o título de cidadão pelo que consta até o momento, mas o eterno campeão e o município mantiveram por um bom tempo um estreito relacionamento motivado pela paixão que ambos nutriam por automóveis.

Antes de se consagrar na Fórmula 1, Ayrton Senna assinou um contrato de patrocínio com a Ford cuja a sede no Brasil, como se sabe, fica em São Bernardo. Em diversas campanhas publicitárias, Ayrton surgia como o garoto propaganda da fábrica. Duas das mais conhecidas envolviam o Corcel II e o Escort XR3. Para este último, o piloto gravou um comercial exibido pela TV (veja abaixo) e ganhou do fabricante um exemplar.

Em uma de suas visitas à cidade, mais precisamente no ano de 1982, Senna, então piloto da equipe Banerj/Tranzero de Fórmula Ford 2000, recebe um troféu das mãos de Robert Gerrety, presidente da Ford Brasil, em homenagem pela conquista do Campeonato Inglês e Europeu daquele ano.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anos depois, Senna trocaria de patrocinador e se tornaria embaixador da Audi no Brasil, interrompendo seu elo de ligação com São Bernardo que seria depois relembrado e perpetuado de duas formas: uma escola pública de ensino médio, batizada com seu nome, no Parque Terra Nova II, e uma pequena rua homônima no Alvarenga.

Fonte/Fotos: Seção de Pesquisa e Documentação (Memória) de São Bernardo do Campo.

Leia também: