Obras do Museu do Trabalhador seguem paradas

Duas semanas depois de oficializar extensão de prazo e aumento de valores para a construção Museu do Trabalho e do Trabalhador em São Bernardo, a obra segue parada.

As intervenções foram interrompidas em novembro de 2014 e, abandonadas, transformaram o canteiro em depósito de lixo e abrigo de usuários de drogas.

No dia 6, o governo do prefeito Luiz Marinho (PT) publicou no Diário Oficial o aditamento contratual com a Construções e Incorporações CEI, empresa responsável pelo projeto que tem como objetivo principal enaltecer o padrinho político do chefe do Executivo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Serão mais R$ 2,8 milhões – tudo em recurso municipal – para a empreiteira tentar fazer valer a promessa de Marinho de entregar o museu até o dia 31 de dezembro, término de seu mandato.