Notícias

Mercedes-Benz anuncia novo programa de demissão voluntária

A Mercedes-Benz inicia em 1º de junho em sua fábrica de São Bernardo do Campo (SP) um novo Programa de Demissão Voluntária (PDV), que ficará aberto até 8 de julho. Segundo a empresa, a medida é uma forma de gerenciar o excesso de mais de 2 mil funcionários na unidade do ABC causado pela retração nas vendas. A unidade produz caminhões e chassis de ônibus, dois segmentos bastante atingidos desde 2015.

A abertura do PDV coincide com o fim da vigência do Programa de Proteção ao Emprego (PPE), cujas regras ainda garantem estabilidade aos empregados até o fim de julho. O Sindicato dos Metalúrgicos do Grande ABC tenta prorrogar o programa. No fim de abril o presidente da Mercedes do Brasil, Phillip Schiemer, falou da dificuldade de estender o PPE no momento atual.

Dias depois da declaração do executivo os metalúrgicos realizaram um grande protesto e pararam a fábrica por um dia.

O PDV pretende atingir trabalhadores da produção e das áreas administrativas. O valor máximo a ser pago, dependendo do tempo de casa, pode chegar a R$ 115 mil. A montadora também oferece suporte para atendimento médico até dezembro de 2016.