Agência investigada na Lava-Jato teria ligação com Luiz Marinho

A Polícia Federal deflagrou na madrugada desta terça-feira, a Operação Xepa, 26ª fase da Lava-Jato. Cerca de 380 policiais federais cumprem 110 ordens judiciais nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Piauí, Distrito Federal, Minas Gerais e Pernambuco.

Um dos alvos da operação é o Grupo Odebrecht. Estão sendo cumpridos 67 mandados de busca e apreensão, 28 mandados de condução coercitiva, 11 mandados de prisão temporária e 4 mandados de prisão preventiva.

De acordo com informações do site “O Antagonista”, dos jornalistas Diogo Mainardi e Mario Sabino, a Sotaque Brasil, agência de propaganda que recebeu dois pagamentos de 500 mil reais da Odebrecht, segundo a planilha da empreiteira, tem laços com Luiz Marinho, prefeito de São Bernardo do Campo.

Ainda conforme noticiado, o dono da Sotaque Brasil, Oliveiros Domingos Marques Neto, e também proprietário da Loducca, participou em 2009 da licitação de publicidade da Prefeitura de São Bernardo.

A relação entre Oliveiros e Marinho viria do tempo em que o prefeito petista comandava o Ministério da Previdência Social. Na época, a Loducca teria recebido R$ 6,2 milhões para o serviço de publicidade de utilidade pública, segundo o Portal da Transparência.

Fonte: Estadão / O Antagonista

Leia também: