Bombril perde ação na Justiça contra concorrente

A Bombril não conseguiu anular, junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), o registro da concorrente SanyBril, da empresa Sany do Brasil. A decisão foi tomada, por maioria de votos, pela 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), na sessão do dia 9 de agosto.

A empresa se diz detentora da exclusividade de uso das expressões BOM BRIL, PINHO BRIL, BRIL e BRILL como marcas, e alega que a concorrente, que também produz palhas de aço, fabrica embalagens parecidas e utiliza o nome Sany Brilho para “enganar os consumidores”.

Ao votarem, os ministros avaliaram que o uso da marca Sany Brilho não gera engano aos consumidores dos produtos de limpeza das duas empresas. Por meio de manifestação técnica, o INPI avalia que não há direito de exclusividade sobre as marcas em discussão.

Comente!