Notícias Variedades

Reitor renuncia e professores são demitidos na Metodista

O reitor da Universidade Metodista de São Paulo, Márcio de Moraes, renunciou ao cargo que ocupava há dez anos. O anúncio, feito via e-mail aos funcionários da instituição de Ensino Superior na sexta-feira, ocorre em meio à crise observada entre professores e a unidade a respeito de pagamento de abono acordado em março e relacionado a reajuste de salários.

O cargo passa a ser ocupado interinamente pelo coordenador de pós-graduação e pesquisa Fábio Botelho Josgrilberg.

Oficialmente, conforme a Metodista, o desligamento de Márcio de Moraes “é resultado de diálogo maduro que vem acontecendo com a instituição mantenedora há pelo menos cinco meses”.

O motivo da renúncia, de acordo com a universidade, seria a participação do profissional como candidato ao processo de escolha do novo reitor da Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba), uma das instituições educacionais metodistas localizadas no Interior.

Professores demitidos

Ao menos oito professores da Universidade Metodista de São Paulo foram demitidos no início deste semestre letivo. A informação é da Adims (Associação dos Docentes do Instituto Metodista de Ensino Superior).

As demissões ocorreram porque a Metodista teve uma adesão menor de alunos neste semestre, o que causou a redução da carga horária para os professores.

Em nota, a Metodista frisou que a situação financeira da universidade é positiva e contou com auditoria externa. Apesar da situação superavitária, a nota pondera que “o mercado educacional brasileiro enfrenta dificuldades, fruto da situação econômica vivida pelo País, que culmina na alta da inadimplência por parte dos alunos”.


Comente!