Notícias

CPI do IMASF será presidida por José Cloves, do PT

Os vereadores que compõem a Comissão Parlamentar de Inquérito instaurada para apurar irregularidades no Instituto Municipal de Assistência à Saúde do Funcionalismo (IMASF) se reuniram na manhã desta quarta-feira (31/8).

Os integrantes definiram o presidente e o relator: respectivamente, os vereadores José Cloves (PT) e Julinho Fuzari (PPS).

Após a eleição, Cloves afirmou ter “um compromisso sério com essa investigação, até por ser usuário do IMASF há 19 anos. Estou defendendo o meu patrimônio e da minha família. Sabemos o que é a falta de médicos e o descredenciamento de hospitais”.

Ele adiantou que já solicitou que os documentos que a Comissão de Saúde e Promoção Social da Câmara Municipal possui sobre o IMASF sejam anexados aos autos da CPI. “Nossa ideia é convocar a presidência anterior do Instituto. Esse será o ponto de partida do nosso trabalho. A partir daí, vamos estabelecer quem será chamado em seguida para prestar esclarecimentos”.

Cloves ainda ressaltou que, exceto as ocasiões em que serão analisadas informações confidenciais, como dados bancários ou telefônicos, cujo sigilo é protegido por lei, “as reuniões da comissão, assim como as sessões plenárias, são públicas, abertas aos interessados”.

Julinho Fuzari declarou que “a CPI não dará trégua. A comissão é formada por 13 membros e, quando apresentado um requerimento, a decisão e a vontade da maioria vão prevalecer. Vou me dedicar ao máximo para darmos transparência a tudo o que aconteceu, porque os servidores cobram uma resposta. Em alguns momentos, teremos que intensificar as ações já que o relatório deve ser entregue para votação pela Câmara até a última sessão desta legislatura, em dezembro”.

Com informações da Câmara Municipal


Comente!