Jovem de São Bernardo relata roubo, agressão e homofobia durante evento cultural

O jovem Vitor Thomaz, de 23 anos, morador de São Bernardo do Campo, foi agredido, ouviu ofensas homofóbicas e teve o celular roubado por volta das 4h deste domingo, 11 de setembro, no evento SP na Rua, que promove anualmente uma série de atividades culturais gratuitas na capital paulista.

Conforme reportagem do jornal Extra, a vítima contou que estava ao lado dos banheiros quando viu dois rapazes se aproximarem e, preocupado com a abordagem, alertou duas pessoas que estavam por perto: “Corram, vão assaltar a gente”.

Segundo ele, foi aí que a violência começou. Primeiro, com uma rasteira que o levou ao chão. Em seguida, sob vários pontapés e socos, teve o aparelho levado, aos gritos de “viadinho de merda”.

Mesmo com o nariz sangrando e marcas pelo corpo, Vitor conseguiu voltar para casa e registrar a ocorrência no 2º Distrito Policial, no Rudge Ramos.

De acordo com o jovem, muita gente presenciou a violência, mas ninguém o ajudou. Mesmo assim, o rapaz ficou feliz por conseguir evitar que outras pessoas passassem por aquilo. “Nosso mundo precisa de amor, de todas as formas. Pode ter sido mais um caso de violência, pode ter sido homofobia. O que importa é que temos algumas pessoas precisando de amor e carinho hoje”, postou Vitor em seu perfil no Facebook.

Com informações do jornal Extra