Vereadores de São Bernardo fazem acordo e congelam salários por quatro anos

Os vereadores de São Bernardo do Campo decidiram nesta quarta-feira, dia 21 de setembro, manter os salários dos parlamentares sem qualquer alteração para os próximos quatro anos. O valor atual é de R$ 15.031,75.

Utilizando como justificativa a crise econômica e o alto índice de desemprego, os legisladores entraram em um acordo para congelar o subsídio.

Uma lei federal exige que os atuais vereadores decidam sobre os vencimentos antes da eleição municipal, neste ano marcada para o próximo dia 2 de outubro, não permitindo legislar em causa própria.

“Eu tive que chamar os 28 vereadores para um diálogo, pois essa legislatura precisa atuar para a próxima. Os 28 vereadores afirmaram que não havia nenhuma possibilidade de ter um reajuste salarial e como houve consenso, facilitou o acordo”, explicou José Luis Ferrarezi (PT), presidente da Câmara Municipal, em entrevista ao site Repórter Diário.