Acordo decreta fim da greve dos bancários em São Bernardo e demais cidades do país

Foram 31 dias de paralisação. Até que depois de várias rodadas de negociação, os bancários decidiram nesta quinta-feira (6) encerrar a greve. Eles só aceitaram voltar ao trabalho depois que os banqueiros ofereceram 8% de reajuste salarial.

Os patrões também deverão pagar abono de R$ 3,5 mil e se comprometeram a conceder a reposição da inflação, no próximo ano, e mais 1% de aumento real.

Nesta greve, os bancários também conquistaram a correção do vale-alimentação em 15% e do vale-refeição e do auxílio-creche em 10%. E bancos deverão implantar licença-paternidade de 20 dias para os funcionários. Segundo o acordo, os dias parados não serão descontados do pagamento dos trabalhadores.

Leia também: