Aos 66 anos, travesti Thaís de Azevedo estará em São Bernardo para debater homofobia

Aos 66 anos de idade, formada como técnica de enfermagem, dominando quatro idiomas e atuando como educadora do Centro de Referência da Diversidade, em São Paulo, a travesti Thaís de Azevedo estará em São Bernardo para debater a realidade do público LGBT.

O objetivo de Thaís é conscientizar a população em relação aos preconceitos e violências enfrentadas por tal comunidade, dificuldades essas que ela sentiu na própria pele.

O encontro será realizado no Centro Livre de Artes Cênicas (CLAC), após a apresentação do espetáculo “Requiem”, neste sábado, dia 15 de outubro, às 20h, e também no domingo (16/10), às 19h.

A peça retrata uma agressão física que “desacontece” até o instante em que uma vítima – agora “desmorta” -, frente a frente com seu agressor, tenta modificar seu futuro.

O CLAC fica na Praça Cônego Lázaro Equini, número 240, no Baeta Neves. A entrada é gratuita, porém os ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência. Classificação: 14 anos.


Vá de Uber e ganhe até R$ 40 em créditos nas suas primeiras viagens com o aplicativo. Saiba mais aqui.

Leia também: