Encontrada pela família, Daniela Paião Gomes foi vítima de sequestro relâmpago em São Bernardo

A professora Daniela Paião Gomes, 30 anos, que estava desaparecida desde o início da tarde de terça-feira (25/10), foi localizada pela polícia por volta das 21h desta quarta-feira (26/10) na Praia Grande.

De acordo com familiares, ela foi vítima de sequestro relâmpago após sair da agência da Caixa Econômica Federal do Baeta Neves, onde tinha ido abrir uma conta. Um carro escuro com homens armados abordaram Daniela na Rua Jundiaí. Apesar do susto, a professora não sofreu nenhuma violência física.

Daniela não sabe dizer quantas pessoas a sequestraram, pois ficou todo tempo vendada. Como tinha saído do trabalho para abrir uma conta bancária, a professora estava apenas com documentos, portanto sem dinheiro, cartões ou celular. Sem nada de valor para oferecer aos criminosos, eles após rodar com ela de carro, decidido soltá-la no Litoral, para alívio da família.

Em menos de um mês, este foi o terceiro desaparecimento de mulheres que saíram para ir a agências bancárias em São Bernardo e desapareceram, sendo encontradas dias depois muito abaladas.

Leia também:

Um comentário em “Encontrada pela família, Daniela Paião Gomes foi vítima de sequestro relâmpago em São Bernardo