OMA Galeria busca novas parcerias para ensino de artes nas escolas

Pensar fora da caixa. Ir além do “como fazer”. Priorizar a criatividade, a autonomia e o pensamento crítico. São esses e outros os objetivos do OMA Educação, projeto da OMA Galeria, localizada em São Bernardo do Campo, que já beneficiou mais de mil pessoas ao propor de maneira conjunta o ensino de artes nas escolas da região do ABC.

Com funcionamento colaborativo, a galeria disponibiliza os artistas representados e seu espaço para possíveis projetos de aulas para os alunos e formação para os professores, e as escolas apresentam o cenário atual e as diretrizes que ações devem ter. E a expectativa é que haja mais e mais ações.

“O caminho é árduo, mas compensa. A arte-educação está cada vez mais reconhecida por seus benefícios. Aos poucos os gestores das escolas estão encarando este tema como prioridade na grade curricular e o OMA Educação entra como uma alternativa para aqueles que possuem esta consciência”, comenta Letícia Barrionuevo, que está à frente do projeto na galeria.

Segundo o galerista do espaço, Thomaz Pacheco, esta é uma forma de interagir com a comunidade da região e aumentar a percepção individual de todos os envolvidos. “Quando colocamos em prática o projeto da galeria, já tínhamos em mente a ideia de ir além das ações de dentro do espaço expositivo. Este tema é uma de nossas prioridades e aos poucos queremos ampliá-lo mais ainda”, comenta.

Os educadores interessados em conhecer o projeto e desenvolver parcerias (os projetos são gratuitos) devem enviar um e-mail para contato@omagaleria.com ou ligar para (11) 4128-9006.

Agora é lei
Em fevereiro, a Agência Senado divulgou que a Comissão de Educação, Cultura e Esporte aprovou uma proposta que altera a Lei de Diretrizes e Bases (LDB) no ponto referente ao ensino de artes. Desde então, música, teatro, dança e artes visuais são linguagens que devem compor a grade curricular do ensino de artes na educação básica (aluno de 0 à 17 anos). A medida tem o prazo de 5 anos para que as escolas se adequem à nova proposta gradativamente.