Decisão sobre carnê do ISS deve ficar para o ano que vem

Diante dos protestos de moradores de São Bernardo do Campo a respeito da cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS), o vereador Julinho Fuzari (PPS) entrou com um requerimento no Ministério Público que deve prolongar o debate até o próximo ano.

Em entrevista ao site Repórter Diário, Fuzari considera que o caso deve se arrastar e acabar nas mãos do próximo prefeito, Orlando Morando (PSDB).

Entre os questionamentos envolvendo a cobrança estão a alíquota (5%), considerada abusiva pelos moradores, e o formato do pagamento que permite dividir o valor em apenas seis parcelas.

Fuzari também aponta problemas na base de cálculo e nos métodos utilizados para apurar os custos das construções.

Leia também:
Prefeitura de São Bernardo deve manter cobrança de ISS, diz jornal
Marinho critica quem não quer pagar carnê de ISS
Prefeitura de São Bernardo emite nota a respeito dos carnês de ISS

Leia também: