Lula participa de lançamento de livro sobre lutas sindicais na Ford

No lançamento do livro “A História de Luta dos Trabalha­dores na Ford. São Bernardo do Campo 1981 a 2016″, que relata a memória dos 35 anos da 1ª Comissão de Fábrica na montadora, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou sobre a importância da orga­nização sindical e a superação da crise econômica.

“A crise não nasceu em São Bernardo, nem em São Paulo, nem no Brasil. A crise foi oriunda do fracasso do siste­ma capitalista e do fracasso do sistema financeiro”, destacou.

O ex-presidente defendeu que é preciso discutir a solu­ção para a crise com ousadia. “Devemos colocar no papel o que o Sindicato pode fazer, o que depende do governo do Estado ou do governo federal, o que o Brasil pode fazer a partir de suas próprias pernas”, completou.

“Eu acho que se o Brasil pegasse 100 bilhões de dólares das reservas, que estão ren­dendo juros negativos nos Es­tados Unidos, transformasse em Reais e aplicasse em obras de infraestrutura, portos, aeroportos, ferrovia, rodovia, além de gerar empregos, co­meçaria a fazer a economia voltar a crescer”, declarou.

“Está na hora de levantar a cabeça e discutir com a peão­zada na fábrica. É para todo mundo ler o livro e aprender a ser peão”, sugeriu.

Comente!