Justiça volta atrás e libera 11 assessores por vereador em São Bernardo

A Justiça de São Paulo determinou na última quinta-feira, dia 15 de dezembro, que a Câmara Municipal de São Bernardo do Campo reduzisse de 11 para apenas um o número de cargos comissionados por vereador.

A liminar chegou a ser acatada pela presidência do Legislativo que anunciou que dispensaria os funcionários excedentes, mas que recorreria da decisão.

Nesta segunda-feira, o relator do caso, Carlos Bueno, voltou atrás na própria decisão. “Defiro o pedido de reconsideração formulado pela Câmara Municipal de São Bernardo do Campo, ficando pelo prazo de 90 dias, a partir desta data, sem efeito a liminar por mim concedida recentemente”, diz o texto emitido pelo desembargador.

Comente!