Motoristas paralisam linhas intermunicipais; reunião nesta sexta decide futuro da categoria

Funcionários de sete empresas de ônibus intermunicipais que circulam entre o Grande ABC e a Capital realizaram paralisação durante uma hora e meia por não receberem o adiantamento e a segunda parcela do 13º salário, que deveria ter sido depositado no dia 20.

O protesto teve início às 16h foi encerrado por volta das 17h30 e paralisou completamente as linhas da Viação São Camilo, Urbana Santo André, Viação Ribeirão Pires, Eaosa (Empresa Auto Ônibus de Santo André), Viação Imigrantes, Viação Riacho Grande e Triângulo.

Segundo a EMTU (Empreda Metropolitana de Transportes Urbanos), 34 linhas foram paralisadas pelo protesto e, devido ao horário de pico, 35 mil pessoas foram afetadas.

Os colaboradores decidiram cruzar os braços em três cidades, Santo André, São Bernardo e Mauá o que prejudicou a vida dos usuários que utilizam os ônibus da empresa. Alguns funcionários deixaram ônibus atravessados nas ruas do centro de Mauá o que bloqueou e prejudicou o trânsito no local.

Segundo o diretor do Sintetra (Sindicato dos Rodoviários do Grande ABC) José Souza Araújo Neto, o Califa, uma reunião está agendada com a diretoria das empresas amanhã às 10h para que o funcionários tenham um posicionamento sobre suas reivindicações.

Leia também:

Um comentário em “Motoristas paralisam linhas intermunicipais; reunião nesta sexta decide futuro da categoria

  • 7 de fevereiro de 2017 em 09:41
    Permalink

    Tudo bem aumento para os ônibus , concordo os funcionários não tem culpa é precisam do salário.Agor se vcs verem o mal estado dos ônibus das linhas Urbana e são Camilo é crítico