O abandono do Baetão e do CREC Vila Marlene

Em vistoria realizada na manhã desta sexta-feira, dia 13 de janeiro, o prefeito Orlando Morando, acompanhado do secretário de Esportes e Lazer, constatou a situação de abandono das piscinas e das dependências do Complexo Esportivo Prefeito Geral do Faria Rodrigues (Baetão).

O Parque Aquático Marcos Martins R. Magdalena possui duas piscinas aquecidas, uma semiolímpica e outra destinada para hidroginásticas, usada para tratamentos médicos e por idosos. Porém, as obras iniciadas em 2014 seguem paralisadas.

“Antes eu tinha a sensação que a cidade estava abandonada. Agora, cada espaço público que vistamos, tenho a convicção dessa realidade”, declarou Morando aos jornalistas presentes.

Outro equipamento público voltado para o esporte, que se encontra na mesma situação, é a piscina do Centro Recreativo Esportivo Octávio Edgard de Oliveira, na Vila Marlene, desativada em 2015, por motivo de trincas e rachaduras.

A Prefeitura anunciou que vai abrir uma licitação para retomar as obras ainda neste ano.

Comente!