Parque Estoril, um ‘ilustre desconhecido’ entre os são-bernardenses

A Prefeitura de São Bernardo do Campo anunciou nesta semana que vai iniciar uma ampla discussão para transformar o Parque Natural do Estoril, localizado no Riacho Grande, em um dos “expoentes do turismo” da cidade.

O plano passará por debate na administração em busca de valorizar o complexo por meio de fomentação econômica e divulgação. A iniciativa, entretanto, terá como prioridade também o foco na gestão ambiental.

O parque possui 373 mil metros quadrados e recebe, atualmente, 15 mil visitantes por mês, número considerado baixo diante do potencial turístico do local que conta com teleférico, pedalinho, stand up paddle e caiaques, trilhas para caminhada, viveiro escola, jardim sensorial, área de piquenique, área de banho, estacionamento, lanchonetes, museu de arte ao ar livre. Além disso, abriga o Zoológico Municipal.

É comum encontrar entre os moradores de São Bernardo aqueles que nunca visitaram o espaço. Já entre os frequentadores, as principais reclamações giram em torno da falta de zelo com os equipamentos e a precariedade dos serviços de alimentação oferecidos.

O Parque Estoril fica na Rua Portugal, número 1100, e está aberto de quarta a domingo, das 9h às 17h.

A entrada gratuita é gratuita para munícipes com carteirinha, que pode ser feita na administração do local (exige documento com foto, uma foto 3×4 e comprovante de residência). Para os demais, a entrada custa R$ 3 (por pedestre e pessoas no veículo).

O estacionamento é R$ 15 (carro e moto), R$ 20 (micro-ônibus e vans) e R$ 300 (ônibus).

Mais informações: 4354-9087 e 4354-9318.

Leia também: