Farmácia Popular de SBC é cada vez mais utilizada pela rede particular

As unidades do programa Farmácia Popular em São Bernardo do Campo têm registrado aumento considerável no número de usuários provenientes da rede particular de saúde e, atualmente, representam mais do que a metade dos atendimentos realizados mensalmente.

Destaque para os casos das unidades localizadas no Centro e no Bairro Assunção, nas quais cerca de 75% dos pacientes são da rede privada, enquanto apenas 25% chegam oriundos da rede pública.

A gerente do programa Farmácia Popular no município, Maria Fernanda Siqueira Barros, explica que essa situação está relacionada ao fato de que as Unidades Básicas de Saúde (UBS) não aceitam receitas médicas provenientes de instituições privadas. “Isso faz com que o público procure as unidades da Farmácia Popular, que aceitam essas receitas. Ou seja, mesmo quem tem plano de saúde ou paga consulta particular, procura os medicamentos disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS)”, destaca.

Entre os medicamentos gratuitos, estão os utilizados para tratamento de hipertensão, diabetes e asma. Além dos remédios, 17 gratuitos e 112 com até 90% de desconto, o programa dispõe ainda de preservativos masculinos, vendidos pelo valor de custo, o que representa redução de até 90% em relação ao valor encontrado em farmácias e drogarias privadas.

Leia também: