Homem é preso no Poupatempo de São Bernardo; família diz que ele foi confundido com criminoso

Um homem foi preso ao tentar renovar documentos em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. A família afirma que os documentos dele foram usados por um criminoso procurado pela Justiça por roubo de carga na Bahia.

O casal Eduardo José Moreno e Daniele Marques Moreno chegou às 10h30 de sábado (4) para renovar o RG. Quando o casal era atendido, Eduardo foi levado para outra sala, de onde saiu algemado direto para delegacia.

Daniele afirma que o marido foi preso por engano. “É um homem de bem, trabalhador, pai de família. Meu filho também tinha que renovar o RG, mas por sorte que ele decidiu não ir porque senão veria o pai sair algemado”, disse.

A advogada de Eduardo, Ana Paula Thabata Fuertes, disse que entrou com um pedido de habeas corpus na Justiça da Bahia. A assessoria do Tribunal de Justiça de São Paulo disse que vai analisar a situação em uma audiência de custódia.

“Ele é realmente uma vítima, ou do sistema, por haver essa possibilidade de um homônimo perfeito, ou porque o verdadeiro réu usou o documento dele indevidamente. Ele não passa de uma vítima”, disse.

Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que a Polícia Civil de São Bernardo cumpriu o mandado de prisão expedido pela Justiça da Bahia contra Eduardo José Moreno e que “na delegacia foi feita a legitimação, ou seja, a comprovação por meio das impressões digitais, que resultou positiva e se confirmou com os dados do procurado.”

Leia também: