Memória

5 restaurantes que marcaram época em São Bernardo

São Bernardo sempre foi uma cidade rica em termos de gastronomia, setor impulsionado pelos migrantes e imigrantes que aqui se instalaram.

Os altos e baixos da economia fizeram suas vítimas também entre restaurantes, provocando a falência de muitos estabelecimentos que atuaram por décadas na cidade.

A equipe do SBC INFO selecionou cinco locais entre dezenas que já fecharam as portas, mas que marcaram época e ainda estão guardados na memória de muita gente.

Veja abaixo.

Recreio Magnólia

Em termos históricos, o Recreio Magnólia talvez seja um dos mais significativos para a cidade. Localizado no final da Marechal, recebia visitantes ilustres, artistas, autoridades e turistas que ali paravam antes de seguir viagem para o Alto da Serra ou a Santos. Saiba mais detalhes aqui.


Cantina do Pintor

Com seu jantar à luz de velas, a Cantina do Pintor possibilitou namoros e casamentos que duram até hoje. Uma disputa judicial familiar impediu a continuidade do estabelecimento, após a morte do seu fundador, Máximo Puglisi.


O Forno

Integrado ao antigo Center Shop (atual Metrópole), o restaurante O Forno não guardava modéstia nos anúncios que publicava em jornais e revistas da época, afirmando que ali estavam “os mais saborosos pratos de São Bernardo”.


Porteira dos Pampas

Música ao vivo e boa comida eram os chamarizes para centenas de pessoas que lotavam a churrascaria Porteira dos Pampas. Do alto do pequeno morro, era possível ter uma vista privilegiada da cidade. O famoso letreiro ainda está lá.


São Judas

Um dos mais emblemáticos restaurantes de São Bernardo encerrou suas atividades no início de 2016. A Rota do Frango com Polenta, símbolo da gastronomia local, ainda resiste, mas o fechamento do São Judas causou comoção em toda a cidade.


Fonte/Fotos: Seção de Pesquisa e Documentação (Memória) de São Bernardo do Campo 


Comente!