A história da Vila Gonçalves

Inicialmente, a Vila Gonçalves deveria se chamar Vila Tavares. O português João Domingues Tavares comprou as terras daquela região em meados de 1920, do alemão Adolpho Lucks, dono de uma olaria na área.

A intenção do português era fazer um loteamento, batizado de “Vila Tavares” – inclusive na imagem abaixo, registrada em 1929, é possível ver, no alto do morro, um letreiro bem pequeno com esse nome.

Vila Gonçalves antigamente

João Tavares tinha um sítio na região. A rua de terra abaixo é a Tenente Salles. A subida seria a futura Rua Olavo Gonçalves. E entre elas, está a Jurubatuba.

Em 1935, quando as ruas já estavam sendo abertas, Tavares passou por dificuldades econômicas e acabou perdendo a área, que foi arrematada em leilão por Manoel Gonçalves. Um ano depois, o filho de Gonçalves, Olavo, retomou o loteamento, mas mudou o nome para Vila Gonçalves, utilizando boa parte do traçado planejado por Tavares.

O bairro também abriga a Casa do Comissário do Café, construída em 1937. Saiba mais aqui.

Fonte/Fotos: Seção de Pesquisa e Documentação (Memória) de São Bernardo do Campo.

Leia também: