Notícias

População de São Bernardo se mobiliza contra ISS; Prefeitura silencia diante das reclamações


A Prefeitura de São Bernardo do Campo enviou para diversos moradores o carnê com a cobrança de ISS (Imposto Sobre Serviço) por serviços de melhorias ou expansão de residências, em boletos que chegam a R$ 15 mil. O documento não traz esclarecimentos sobre base de cálculo do recolhimento, o que gerou protestos na internet.

O ISS é uma das principais fontes de arrecadação da Prefeitura, ao lado do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). No fim de 2014, o atual prefeito, Luiz Marinho (PT) promoveu um pacote de aumento de impostos, aprovado pela Câmara Municipal. No ramo de construção civil foi registrada a maior alta da alíquota, saltando de 2,5% a 5%.

Há vários dias, moradores que receberam o carnê estão se mobilizando para um protesto nesta quarta-feira, dia 9 de novembro, durante a sessão da Câmara, a partir das 9h.

Muitos utilizam as redes sociais para reclamar abertamente da cobrança, alegando desconhecimento e valor abusivo nas tarifas.

Há também aqueles que buscam apoio dos vereadores. Um dos líderes da oposição, Julinho Fuzari (PPS) centralizou as reclamações em seu gabinete. “Da minha parte vou encaminhar ofício ao prefeito, cobrando explicações, porque não há qualquer base para se fazer essa cobrança”, afirmou o parlamentar em entrevista ao jornal Diário do Grande ABC.

Questionada, a Prefeitura de São Bernardo não respondeu aos e-mails encaminhados pelo SBC INFO. Nos canais oficiais no Facebook, também não consta nenhuma nota oficial sobre o tema.

Nesta terça-feira, o atual e o novo prefeito se encontraram para a primeira reunião de transição. Orlando Morando (PSDB) assume o Executivo a partir de 1º de janeiro de 2017.

Leia também:
Prefeitura de São Bernardo emite nota a respeito dos carnês de ISS
Carnê da discórdia: moradores protestam contra cobrança de ISS em São Bernardo
Marinho critica quem não quer pagar carnê de ISS


Comente!