Notícias

Macaco encontrado morto no Riacho Grande reacende temor com febre amarela em São Bernardo

Em mensagem publicada no Facebook, a Prefeitura de São Bernardo divulgou que um macaco foi encontrado morto no Riacho Grande.

De acordo com o texto, a suspeita da morte por febre amarela será analisada pela Superintendência de Controle de Endemias do Estado de São Paulo (Sucen).

O corpo do animal foi recolhido no último sábado, dia 28 de abril, na Estrada Martim Afonso de Sousa, na Vila Balneária.

Também foram coletadas amostras de mosquitos e realizada pulverização com inseticida e larvicida no local. O laudo deve sair em 30 dias.

Ainda segundo a administração municipal, o bloqueio vacinal na região foi reforçado e a vacinação porta a porta intensificada.

As 34 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do município seguem oferecendo imunização de segunda a sexta-feira, com atendimento das 7h às 17h.

Macacos não transmitem febre amarela
Os macacos não transmitem o vírus da febre amarela. Pelo contrário. São tão vítimas quanto os humanos. E ainda cumprem uma função importante: ao contraírem o vírus, transmitido em ambientes silvestres por mosquitos do gênero Hemagogo, eles servem de alerta para o surgimento da doença no local.

Desse modo, contribuem para que as autoridades sanitárias tomem logo medidas para proteger moradores ou pessoas de passagem na região.


Compartilhe!
  • 418
    Shares