Notícias

São Bernardo fechou 2019 com saldo negativo de empregos

O ano de 2019 foi positivo para o Brasil em termos de geração de emprego, de acordo com os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados no último dia 24.

Em todo o país, cerca de 644 mil novas vagas foram preenchidas no ano passado, o que significa 115 mil postos a mais do que o registrado em 2018.

Já em São Bernardo do Campo, os dados de 2019 mostram uma realidade diferente. Só em dezembro, a cidade perdeu cerca de dois mil postos de trabalho.

Segundo o Caged, 5.489 pessoas foram contratadas naquele mês, mas 7.547 acabaram dispensadas. No ano, houve 87.198 admissões contra 87.729 demissões (saldo negativo de 531 vagas).

Os setores de serviços e indústria de transformação foram os principais responsáveis pelo fraco desempenho do mercado de trabalho são-bernardense.

Os dados do Caged são públicos e podem ser consultados neste link.


Prefeitura ignora Caged

Nas redes sociais, a Prefeitura de São Bernardo se referiu a dezembro de 2019 como o “segundo melhor desempenho na geração de emprego”.

A administração municipal apoiou-se nos dados do Sistema Nacional de Emprego (Sine) que mostram a geração de 1.013 vagas em dezembro.

Vale destacar que o Sine não totaliza os empregos oferecidos por outros meios e não leva em consideração as demissões realizadas no período.

No Caged, os dados são consolidados, permitindo comparar admissões e desligamentos, chegando ao saldo real de novas vagas preenchidas na cidade.


Compartilhe!