Notícias

Justiça absolve Luiz Marinho no caso do Museu do Trabalhador

Na última sexta-feira (14), o juiz federal Leonardo Henrique Soares, da 3ª Vara Federal de SBC, inocentou o ex-prefeito Luiz Marinho e outros 13 réus acusados de falsidade ideológica e fraude à licitação do Museu do Trabalho e do Trabalhador.

O Ministério Público Federal (MPF) acusava os réus de direcionar a licitação para o consórcio Cronacon-CEI-Flasa em acordo firmado para vencer licitações milionárias, incluindo a construção do museu.

O MPF acabou por absolver o ex-prefeito por falta de provas. A sentença está disponível na íntegra neste link.

O réu Antônio Célio Gomes de Andrade, executivo da Coneng Engenharia, foi condenado a 14 anos de reclusão. Ele teria pago ex-funcionários para serem “sócios laranjas”.

Élvio José Marussi é outro condenado com uma pena de 10 anos e 6 meses de reclusão. Ele era um dos que recebiam dinheiro para figurar como sócio da empresa, escondendo o fato da mesma ser administrada por Andrade.

Com informações da Agência Estado


Compartilhe!