Notícias

São Bernardo fica sem feriado de Corpus Christi; bancos vão fechar

São Bernardo do Campo é uma das cidades que anteciparam o feriado de Corpus Christi para 22 de maio com o objetivo de estimular o isolamento social.

Diante da determinação tomada, a quinta-feira (11) será um dia “normal” dentro da quarentena adotada no município e em todo o Estado de SP.

Mesmo sem feriado, a Federação Nacional dos Bancos (Febraban) confirmou que as agências bancárias do município e de todo o país ficarão fechadas amanhã (11).

Vale destacar que as contas com vencimento nesta quinta-feira poderão ser pagas na sexta sem cobrança de multa ou juros.

O Governo do Estado de SP também anunciou que parte das repartições estaduais não terão atendimento público nos dias 11 e 12 de junho.

Os restaurantes Bom Prato seguirão abertos normalmente para café-da-manhã, almoço e jantar. Detran e Poupatempo manterão atendimento on-line.

Apesar do decreto estadual, o Tribunal de Justiça de SP informou que o expediente será mantido em 12 comarcas, incluindo as do Grande ABC.

Quarentena até fim de junho
Durante coletiva de imprensa realizada na tarde desta quarta-feira (10), o governador João Doria anunciou a extensão da quarentena em todo o Estado de SP até o dia 28 de junho.

Doria também reforçou que as cidades paulistas estão sendo monitoradas para verificar a possibilidade de flexibilização de acordo com a situação da pandemia em cada região.

Flexibilização
O governo paulista também anunciou que a Região Metropolitana, Baixada Santista e Vale do Ribeira estão autorizadas para a adoção da Fase 2 do plano de reabertura gradual da economia no estado.

O novo modelo entra em vigor na próxima segunda-feira. O secretário de Desenvolvimento Social, Marco Vinholi, disse que a desaceleração da pandemia na Baixada Santista e o reforço hospitalar na Região Metropolitana permitiram a mudança de fase.

Com informações do UOL


Como se chama quem nasce em São Bernardo do Campo?

Seguindo a formalidade, o gentílico de quem nasce em São Bernardo do Campo é são-bernardense. Porém, historicamente, os moradores mais antigos adotaram o apelido de batateiro, uma referência aos agricultores que viviam na cidade no início do século 20.

Compartilhe!