Polícia Federal investiga repasses de dinheiro de Lula para membros da família Demarchi, diz jornal

De acordo com notícia publicada no jornal Diário do Grande ABC, na edição desta quinta-feira (29/12), investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal sobre a empresa de palestras do ex-presidente Lula, a Lils Palestras e Eventos, apontaram que foram feitos repasses de recursos financeiros para o vereador de Marcos Lula e para membros da família Demarchi, em São Bernardo do Campo.

A suspeita é que as partes podem ter sido beneficiadas com forma de ocultar propinas pagas a Lula por empresas investigadas pela Operação Lava Jato.

Cerca de R$ 350 mil foram para encaminhados para a Demarchi Soluções em Alimentação, companhia pertencente a Vinicius Felipe Demarchi, filho de Albino Tadeu Demarchi e sobrinho de Laerte José Demarchi, antigos proprietários do tradicional Restaurante São Judas Tadeu.

Em nota encaminhada ao jornal, Laerte Demarchi confirmou que recebeu o dinheiro da Lils a título de empréstimo e que o contrato de repasse de verba foi firmado com o Restaurante São Judas e não com a Demarchi Solução em Alimentação.

Outros R$ 138 mil foram repassados para a campanha de Marcos Lula para vereador, em 2012. O político não se manifestou a respeito da reportagem.

Comente!