Memória

Os 100 anos de Maria da Silva Versolato

Neste dia 13 de novembro, Maria da Silva Versolato completou 100 anos de vida. Lúcida e com saúde invejável, esta legítima batateira entrou para o seleto grupo dos centenários da cidade.

O que torna o caso de dona Maria ainda mais emblemático é que, além de nascer em São Bernardo, sempre trabalhou e viveu por aqui, formando família e testemunhando as transformações que ocorreram na paisagem ao longo de décadas.

Exemplo de longevidade, o Sr. João Gava, atualmente com 104 anos, também é filho destas terras, porém mudou-se para Santos há algum tempo. Residente do Lar São Vicente de Paulo, Luiza Francisca de Oliveira, a dona Lulu, é a mais velha moradora do município com seus 111 anos, mas é natural de Coqueiral (MG), onde passou parte da vida.

Curiosamente, a São Bernardo que dona Maria Versolato conheceu na infância em quase nada lembra a atual. No ano de 1889, a então freguesia foi elevada a município autônomo. Perdeu o título em 1938 quando se tornou apenas um distrito de Santo André. Sete anos depois, ganhou o “do Campo” no nome e voltou a ser cidade após os esforços do grupo liderado por Wallace Simonsen.

Nos últimos 100 anos, todos testemunhados pela aniversariante deste dia 13 de novembro, o progresso desenfreado transformou a pacata e rural “Bernô” em um rico polo industrial acompanhado de todas as mazelas de uma grande cidade.

Dona Maria casou-se com Juliano Versolato (falecido em 1996), reconhecido moveleiro e filho de um dos primeiros Versolato vindos da Itália no final do século 19. Radicados inicialmente no interior paulista, parte do grupo mudou-se para São Bernardo com o objetivo de trabalhar na fazenda do Dr. Baeta Neves.

Acima, à esquerda, dona Maria esbanjando vitalidade aos 100 anos. À direita, no alto, com o marido Juliano Versolato. Abaixo, um momento em família. (fotos: arquivo pessoal)

Além de herdar o sobrenome, Maria constituiu com Juliano uma família integrada pelos filhos Milton, José Carlos, Sérgio e Marlene, além de netos e bisnetos.

No próximo final de semana, uma grande festa reunindo todos deve celebrar o centenário dessa ilustre são-bernardense em um dos mais tradicionais restaurantes da cidade. Ao longo da semana, a coluna de memória do SãoBernardo.INFO vai dedicar seu espaço à dona Maria e suas histórias.


Compartilhe!
  • 1.1K
    Shares