Notícias

PF pede afastamento do prefeito de São Bernardo e mais 15 por corrupção

Atualizado às 22h43

A Polícia Federal indiciou o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), e mais 15 pessoas por corrupção passiva e fraude em licitações. As informações são da rádio CBN.

De acordo com a reportagem publicada pela emissora em seu site, o relatório da Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros aponta que Morando usou a Fundação ABC, responsável pela gestão dos serviços de saúde no município, para acomodar empresas de alimentação em contratos que totalizam R$ 37 milhões.

O texto do relatório sugere que o prefeito manteve “uma rede criminosa de lucro decorrente do desvio de recursos públicos”. Diante desse cenário, a Policia Federal pediu o afastamento do tucano do cargo.

Por meio de vídeo publicado em sua página no Facebook, Morando falou sobre as acusações e respondeu aos comentários de internautas. “Nossa gestão é transparente e pautada na verdade. Esses contratos foram auditados e aprovados pelo Tribunal de Contas, sempre buscando a economia e excelência na qualidade dos serviços prestados. Gestão eficiente. Inclusive, rompemos um antigo contrato de alimentação do PT e a empresa foi condenada a devolver 5 milhões de reais para a Prefeitura. Estamos resgatando a força de São Bernardo e incomodando muita gente que vivia da corrupção. Estou confiante nas decisões que tomei e que vou continuar tomando para melhorar a vida do nosso povo. Entregando as obras que nossa cidade precisa e resgatando o nosso orgulho.”, diz uma das notas publicadas pelo prefeito.

Ouça abaixo a reportagem veiculada pela CBN e leia o artigo publicado pela rádio neste link.


Veja também:

Atletas fazem vaquinha para competir em torneio de ginástica de São Bernardo

Prédio do restaurante São Francisco vai abrigar nova unidade do Bem Barato

Scania investe R$ 21 milhões em São Bernardo para produzir caminhões a gás natural


Compartilhe!