Variedades

Coronavírus: Cartão Bem Barato exige que cliente vá ao mercado para pagamento

O que parecia uma boa estratégia comercial antes da pandemia de coronavírus, agora é um problema que pode gerar aglomeração e contribuir para a expansão da doença.

O cartão próprio da rede atacadista Bem Barato não possui opção de pagamento a distância, exigindo a presença física dos clientes na loja para quitação do boleto.

Apesar de funcionar de forma semelhante a um cartão de crédito, a fatura encaminhada pelos correios possui um código de barras que não é aceito pela rede bancária.

Clientes entraram em contato com a reportagem para criticar a falta de opção em um momento que as pessoas devem permanecer em casa e se mostraram preocupados com a cobrança de juros.

“Moro sozinha, meu cartão venceu no dia 20 e já começou a correr juros.”, explica a aposentada Sonia Cardoso, de 67 anos.

Procurado por meio das redes sociais, o Bem Barato não respondeu aos questionamentos feitos até o momento.


Compartilhe!